sábado, 18 de março de 2017

Livro Pe Fábio de Melo

Quem me roubou de mim?
Pe. Fábio de Melo


Terminei de ler este livro e gostaria de compartilhar uma poesia que gostei de ler e vale a pena refletir, se quiser escreva algo nos comentários.

O príncipe e a sapinha sincera

Venha ser a minha Cinderela.
Não posso, o metrô não passa no seu bairro.
Eu a busco de carruagem.
Imagina, lá na minha rua as pessoas o apedrejariam.
Eu levo os meus guardas fiéis.
Eles seriam metralhados.
Então venha ser minha Rapunzel.
Não posso! Meu cabelo é longo mas é aplique.
Mas eles parecem fortes.
Que nada! Já fiz muita escova progressiva.
Os fios estão fraquíssimos.
Então venha ser minha Branca de Neve.
Sou alérgica a maçã.
Eu substituo por uma nêspera.
Tenho medo de anões.
Eu os troco por príncipes.
Mas eu poderia me interessar por um deles.
Impossível. Minha beleza é insuperável.
Mas eu sou muito volúvel.
Deixará de ser quando me conhecer.
Desculpe-me, mas eu já tenho alguém.
Como assim? Eu sou o seu príncipe.
Aconteceu.
Quando?
Numa tarde.
Era primavera ensolarada?
Que nada. Um calor insuportável.
Como você o conheceu?
Quando aceitei uma proposta de emprego.
Onde?
No Sítio do Pica-Pau Amarelo, em Taubaté.
É um Reino?
Não, interior de São Paulo, Vale do Paraíba.
Não conheço.
Está perdendo. Tem o melhor bolinho caipira do Brasil.
Eu não como frituras.
Eu como. Estou sempre acima do peso.
Fale-me desse rapaz. Como aconteceu?
Eu me apaixonei. Ele também trabalha lá.
Ele não é um príncipe?
Não. Ele é o Visconde de Sabugosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário